Sinopse: Nightlight é um suspense sobre cinco adolescentes jogando um jogo que dá terrivelmente errado em uma floresta, durante uma longa noite. O filme será contado de um ponto de vista singular, empregando um modo incomum de contar a história para aumentar o suspense. O sexto personagem do filme é a própria floresta, misteriosa e com um histórico de ser um local de esperança para jovens que pensam em suicídio. Nightlight tem elementos de suspense e terror, mas conta com personagens reais, com vidas emocionais e relacionamentos genuínos.

Nightlight_Poster-693x1024

Nightlight saiu de lugar nenhum, com um trailer brotando na internet em uma tarde chuvosa de domingo e se espalhando igual fogo de palha. O trailer causou um certo rebuliço online por algum motivo que desconheço, já que nada mais era do que uma série de cenas em primeira pessoa, indicando que o filme seria um Found Footage, ou seja, um destes filmes supostamente reais com as gravações feitas nos últimos momentos destes personagens. Além de cliché ao extremo, o trailer parecia entregar todo o filme e realmente o faz.

O filme tem início com um vlog de um jovem chamado Ethan que lamenta a própria infelicidade na vida, mas vê em sua amiga Robin a possibilidade de um futuro melhor. Em seguida a tal amiga assume o protagonismo e o filme se encaminha para a floresta assombrada onde se passa. Aqui é importante frisar o que talvez seja o elemento mais importante do filme. O trailer sugere que o filme se passará do ponto de vista desta personagem com sua câmera, mas a verdade é que Nightlight se passa inteiramente do ponto de vista de uma lanterna! Não, você não leu errado. O filme é totalmente contado como se as lanternas fossem câmeras, limitando assim toda a visão ao que estas conseguem iluminar. A proposta parece interessante mas no fim das contas não surte efeito algum, primeiramente por que a imagem resultante desse ponto de vista é exatamente a mesma de uma filmagem de câmera de mão, assim como as limitações do gênero são exatamente as mesmas. Para piorar, o filme não convêm nada do suposto realismo almejado por filmes em primeira pessoa, já que a qualidade de imagem e a iluminação são perfeitas.

Feitas essas considerações iniciais, não sobra nada de interessante ao filme. Os personagens principais, interpretados por atores péssimos e desconhecidos, são um grupo genérico de adolescentes babacas do tipo que tem povoado o gênero. Personagens assim são frequentes no terror especialmente desde os anos 80, mas normalmente dentro do subgênero Slasher e sempre dividindo espaço com personagens carismáticos e marcantes. Em Nightlight, a personagem principal é de uma falta de carisma notável. A incapacidade de desenvolver personagens decentes é evidenciada toda vez que um deles abre a boca, proferindo algumas pérolas. Certas cenas chegam a ser engraçadas tamanha a estupidez dos diálogos. Salva no filme apenas Ethan, que aparece por menos de um minuto em duas gravações de vídeo.

video-nightlight-facebookJumbo

O título do filme, Nightlight, também é o título do jogo que o grupo pretende jogar na floresta assombrada, no entanto, as regras do jogo nunca são explicadas, partindo do pressuposto de que todos o conhecem. A brincadeira parece ser uma espécie de esconde-esconde com lanternas, mas é um elemento totalmente jogado no meio do filme, assim como todo o resto. Nightlight é basicamente uma combinação de brincadeiras e comportamentos imbecis intercalados por aparições macabras impossíveis de se identificar e uma série de ameaças misteriosas aleatórias feitas para assustar. Os acontecimentos ao longo do filme simplesmente não tem nexo algum.

Personagens terríveis e cenas de horror sem objetividade feitas visando apenas sustos fáceis são muito comuns no terror popular, pois atendem a uma geração mais nova acostumada com filmes rasos e guiados por aparência. Nightlight cai na mesma categoria de filmes como Assim na Terra, Como no Inferno, filmes bem produzidos porém pseudo criativos, previsíveis, com atores que são apenas rostinhos bonitos, com jump scares oscasionais e que se levam totalmente a sério. Estes são a parte mais podre do gênero atualmente.

Nightlight é apenas mais um dos vários filmes produzidos em massa anualmente para atender à este mercado pouco exigente, claramente voltado para um público mais jovem facilmente impressionável. Assim como todos os outros filmes nessa linha, está fadado a cair no esquecimento.

Nota: 1.5/5

Dead Dans no Facebook!

Anúncios

3 comentários sobre “Nightlight (2015)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s