A Paralisia do sono é uma condição caracterizada por uma paralisia temporária do corpo imediatamente após o despertar ou, com menos frequência, imediatamente antes de adormecer… 

A pessoa não consegue mover nenhuma parte do corpo, nem falar, apesar de exercer, por vezes, controle mínimo sobre certas partes do corpo (como boca, olhos e mãos) e sobre a respiração. Algumas pessoas relatam visões e sons estranhos, outras a sensação peso no peito, como se alguém ou algum objeto pesado estivesse pressionando-o. Há também aqueles que relatam terem saído do corpo, ou até “flutuado”. (Wikipedia)

É baseado nesse misterioso evento que parece assombrar a vida de muitas pessoas, que o diretor Rodney Ascher criou “The Nightmare”, ou “O Pesadelo”.

Sinopse: O documentário foca em oito pessoas que sofrem de paralisia do sono, um fenômeno onde as pessoas se encontram temporariamente incapaz de se mover, falar ou reagir a qualquer coisa enquanto eles estão adormecendo ou acordando. Ocasionalmente essa paralisia é acompanhada por experiências físicas ou alucinações que têm o potencial para aterrorizar o indivíduo. O diretor entrevista cada participante e, em seguida, tenta recriar as suas experiências com atores profissionais.

Rodney Ascher ganhou reconhecimento como diretor, ao realizar o documentário O Labirinto de Kubrick (Room 237) em 2012. Seu filme de estréia é um dos trabalhos mais completos inspirados pelo filme de Kubrick e sem dúvidas bem interessante para qualquer fã de O Iluminado. Em O Pesadelo, Ascher sai do terror cinematográfico para explorar um terror muito real, o da paralisia do sonho. A temática explodiu na internet recentemente, com a divulgação de vários relatos de pessoas que experienciaram a paralisia, mas parece ser um mal bem antigo. Neste documentário, o diretor apresenta uma série de relatos supostamente reais de pessoas comuns, traçando paralelos entre os casos, além de recriar os relatos em dramatizações.

nightmare_poster (1)

Esteticamente o documentário é bem interessante. Em mais de uma ocasião, o diretor opta por mostrar cenas dos bastidores em meio às entrevistas, por vezes deixando o próprio cameraman aparecer na filmagem, ou até iniciando uma cena com a claquete. Essa opção parece aumentar a proximidade entre o conteúdo do filme e o espectador, que é constantemente lembrado que os casos apresentados são pessoas reais no mundo real. Em uma cena em particular, o documentário mostra a transição de um ator fantasiado, passando de um cenário para o outro, enquanto troca de roupa, o que é uma clara tentativa de mostrar que os “demônios” que atormentam a paralisia do sono, são os mesmos para todas as pessoas.

Em termos de conteúdo, ele deixa um pouco a desejar, já que apresenta somente os relatos, sem nunca se posicionar abertamente ou se aprofundar com relação aos horrores da paralisia, seja para o lado científico ou sobrenatural da coisa. No entanto, a constante tentativa de conectar os casos diferentes, deixa a entender uma preferência pela explicação sobrenatural, por parte do criador. Os relatos por si só podem ser encontrados na internet aos montes, por isso, o diferencial de O Pesadelo, é a dramatização, que apresenta de diferentes formas e perspectivas, as diversas manifestações vividas durante essa experiência. Para quem já passou por isso ou consegue de alguma forma se relacionar com tal fenômeno, o documentário oferece uma imersão realmente assustadora.

09935c_the-nightmare

Um aspecto interessante do filme é que ele explora bastante os relatos, buscando representar as criaturas malignas seja com efeitos práticos ou efeitos especiais. O problema é que o uso recorrente dessas imagens, intercalados com as entrevistas, se torna muito repetitivo, tornando o documentário cansativo.

Apesar de não ser tão interessante quanto O Labirinto de Kubrick, exatamente por não explorar tão a fundo o conceito, O Pesadelo é um documentário interessante e diferente, tanto para os fãs de terror quanto para os curiosos em relação à Paralisia do Sonho.

Nota 3/5

Não deixe de curtir a página do blog no Facebook, é só clicar aqui!

Anúncios

4 comentários sobre “The Nightmare (2015)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s